Você tem medo da aposentadoria?

“Por isso não nos deixamos abater. Pelo contrário, embora em nós o homem exterior vá caminhando para a sua ruína, o homem interior se renova dia a dia.” 2 Corintios 4,16.

Aposentadoria, um sonho que um dia pode virar um pesadelo. Quase todas as pessoas que trabalham, um dia sonharam com a aposentadoria. Cansados da rotina, dos horários, das obrigações, das regras do trabalho; frustrados com o que tiveram de abrir mão e deixar de realizar: tudo isso aumenta a vontade de aposentar-se… mas quando a hora vai chegando, bate aquele medo. Surgem as dúvidas e as incertezas. O que fazer agora? Ir ou ficar? Acompanhe comigo algumas reflexões sobre esse importante momento da vida.

Sonhar ou planejar?

Os sonhos alimentam a alma. Uma mente sadia sonha, projeta-se no futuro, alimenta desejos de realizações. Sonhar é bom, mas o sonho não produz realidade.

Quem permanece apenas no sonho, um dia acorda e pode não se agradar com o que vê. Sonhar é como olhar vitrines. Se ficar só olhando, a loja fecha e a compra não se realiza. Para completar o processo é preciso entrar no estabelecimento, tocar e examinar o produto, experimentar e tomar uma decisão, sim ou não.

Sonhar fazer uma viagem para a Europa é a primeira etapa. Para realizar o sonho é preciso planejar. Do que vou precisar? Dinheiro, passaporte, definir o roteiro, hospedagens, a duração da viagem, providenciar o visto, quando necessário. Sem planejamento uma simples viagem para outro continente não se concretiza.

Aposentadoria é a mesma coisa. Quem não planeja pode ter surpresas quando chegar o tempo de deixar o trabalho. Há diversos fatores a serem planejados para uma aposentadoria sem medo: finanças, como lidar com o tempo livre, como lidar com o sentido da vida, como assumir novos papéis, como lidar com a autoestima, como cuidar da saúde, e por aí vai.

Projeto de vida

No atendimento a pessoas que desejam planejar a aposentadoria, estimulo a elaboração de um projeto de vida abrangendo diversas áreas que a pessoa elege como importantes. Alguns preferem elaborar projetos específicos, para as áreas mais importantes ou complexas.

Como você está planejando as finanças?

Uma grande insegurança está relacionada à grana, quem vive sem dinheiro? Para a maioria das pessoas a aposentadoria vem acompanhada de uma diminuição da renda.

É conveniente planejar uma poupança ou um plano complementar de renda, quantos veículos manterá, se já terá quitado o financiamento imobiliário. Considere que certas despesas não ocorrerão mais, como educação dos filhos. Novas despesas surgirão e os gastos com a saúde tendem a aumentar. Pense em todas as variáveis, ponha isso no papel, planeje ações e realize-as.

Sexo

Mantenha a calma, não vou falar sobre o sexo após a aposentadoria. Seria até um bom tema, o que você acha? A questão aqui é se você é homem ou mulher. Pessoas de sexo diferentes tendem a sentir as mudanças da aposentadoria de modo diferente.

Não é padrão, mas as mulheres normalmente têm uma transição mais tranquila entre a fase do trabalho e a aposentadoria. Muitas mulheres ainda são as administradoras da casa e exercem um papel muito ativo na família. Quando elas se aposentam continuam tendo com o que brincar: a casa e a família. Isso não dispensa que se pense no projeto de vida. Seu projeto pode ser “vou cuidar da minha casa e da minha família”, ou pode ser “vou cuidar da minha casa, da minha família, e …”

Depende do estilo de vida de cada família e pessoa. Cada caso tem suas particularidades. Há homens que se aposentam e não acham seu lugar em casa, sentem seu valor social diminuído, têm personalidade voltada para ação e comunicação. Sentem-se presos quando não possuem atividades “importantes” fora de casa.

Como lidar com o tempo e com o sentido da vida?

No começo da aposentadoria é como estar em férias. É uma delícia poder dormir até mais tarde, não ter horários nem compromissos fixos. Há pessoas que se sentem bem assim e vão em frente sem problemas. Parabéns!

Certos tipos de personalidade não suportam o ócio por muito tempo, ficam incomodadas. Há pessoas que adoecem diante da nova rotina. Entram em depressão, somatizam, acontece de tudo. Algumas pessoas buscam a cura voltando para o mercado de trabalho.

Não fomos feitos para trabalhar a vida inteira, não somos máquina. O seu projeto de vida pode prever um período com alguma forma de trabalho e renda, mas inevitavelmente terá que prever o período em que não trabalhará mais para ganhar dinheiro. Pode continuar ganhando dinheiro, mas sem trabalhar.

O encontro consigo mesmo

Prepare-se para se defrontar com algumas coisas que as atividades distanciaram de você: o cônjuge, se você vive com alguém, você mesmo e o seu mundo emocional, seus desejos, alegrias e frustrações.

Se você sente que precisa realizar algo para dar “sentido à vida”, realize atividades voluntárias, numa ONG, sociedade civil ou na sua igreja. Se você sente vontade, planeje estudar. Há muitas atividades que poderão enriquecer sua vida cultural, social e espiritual. Dedique-se a uma causa, tenha motivos.

Autoestima, saúde e novo papel social

Em certas sociedades da antiguidade, havia dois padrões. Primeiro: o ancião era o sábio, o conselheiro, o experiente. Muitos morriam novos, então os poucos anciões eram valorizados.

Em algumas sociedades asiáticas e esquimós, o velho ia para um lugar isolado e rude para morrer atacado pelo frio ou pelas feras. Queria deixar de ser um peso para a família, pois não conseguia mais caçar ou trabalhar. Sentia-se valorizado porque se fosse devorado por um animal, poderia voltar para a família na forma de alimento.

Na sociedade atual, o idoso é considerado um peso para a previdência social e para a família, ele não trabalha, então não tem valor. Não há sistemas de valorização como os exemplos acima.

É necessário cuidar da autoestima desde a mocidade, de modo que não venhamos a sentir solidão, isolamento e desvalorização na idade avançada.

Aprenda a dar valor a si mesmo. Todos têm valor, você também o tem, procure e encontrarás. Se o seu novo papel social de aposentado não for valorizado pela sua família e sociedade, atribua valor a si mesmo. Autoestima é uma construção individual. Não se trata de orgulho, vaidade ou soberba, mas de atribuir a si mesmo o justo valor.

Saúde

Inclua a saúde no seu projeto de vida. Quanto mais cedo você começar a executar um projeto para uma vida saudável, melhor. Os ingredientes principais são alimentação saudável e regrada, exercícios físicos e ritmo de vida adequado. Alimente-se bem e sem excessos deste a mocidade e mantenha-se ativo durante a maturidade. Problemas de saúde podem aparecer, mas quanto mais saudável forem seus hábitos, mais recursos você terá para enfrentar as doenças.

Humor

Cultive a alegria e o bom humor. Fará bem para você e alegrará a vida das pessoas. 

E agora, acabou o medo da aposentadoria?

Espero que sim. Mas se após considerar o que leu ainda não estiver seguro, vá em frente, busque mais informações ou busque ajuda de um profissional. Prepara-se para ser um aposentado ou uma aposentada feliz.

José Hamilton Ferreira

Psicólogo – José Ferreira CRP SP 36505

Agende sua consulta

Atendimento presencial ou online

Atendimento presencial

Atendimento online

[email protected]
opsicologocatolico.com.br

11 96064.4474

Av. Barretos, 501 – Jardim do Lago Atibaia (SP) – Brazil

Você também pode agendar diretamente comigo, através do Whatsapp ou e-mail. 

1° passo:
Acesse a minha página pessoal na plataforma de agendamentopelo link https://psi.opsicologoonline.com.br/josehamilton 

2° passo:
Selecione “Agendar Sessão” e siga as instruções de tela;
 

3° passo:
Escolha um dia e horário disponível, selecione “Avançar” e prossiga até “Finalizar”;
 

Você verá uma tela confirmando o agendamento. 

4° passo:
Efetuar o pagamento da sessão. 
Pule esta etapa caso tenhamos combinado de modo diferente, ou um pacote de sessões. 

Pronto!
Fique tranquilo ou tranquila. Você receberá confirmações sobre o agendamento
 realizadosobre o pagamento, sobre reagendamento e cancelamento da sessão. 

Fechar

Você pode escolher a opção abaixo mais conveniente. Conte sempre com a nossa ajuda.